terça-feira, 29 de setembro de 2009

As crônicas do dia (rápido, por favor!)

Resolvi dedicar-me a alguns outros projetos.
Mas nunca por completo. Paciência por aqui certo? Por obséquio...(sejamos formais ao extremo por um breve instante).
Porque agora vem a loucura. E venho escrevendo rápido (você deve ler esse texto com toda sua agilidade, pois é assim que é pensado e escrito, mais escrito do que pensado, mais flashes do subconsciente do que escrito).
E... HAAAAAA! HA! Sim! E o tempo? Pra ser bem sincera, não sei, acho que joguei fora, no lixo, ontem a noite, junto com todos aqueles papéis amassados que estavam no meu bolso e que não lembro bem o que eram... Provavelmente o tempo foi junto, mas já falei isso... Preciso correr! Tenho pressa e não sei bem a razão!
Calma, calma, posso me alongar mais um pouquinho... Mas alguém avisa minha mãe que eu tô pirando! Não, não, não será necessário, eu mesmo falo isso amanhã pessoalmente, mas não tão pessoalmente assim, porque isso só semana que vem. Mas não importa agora... Por que eu precisava correr mesmo?
Sim! Sim! Tanta coisa pra fazer! Esse frenesi todo tem me enlouquecido um pouco e... Alguém, por acaso, viu minha cabeça? Não acho em lugar nenhum, quem sabe ali na sala... Só um minuto................ Sim! Estava lá! Espera, eu disse cabeça? Não! Procurava a caneta... Ai ai ai ai ai, onde estava com a cabeça? Essa loucura toda tem me deixado frenesi, não, o contrário disso, ah!, já falei! Mas agora preciso ir, não me lembro o motivo, mas já vou indo... Mas é claro! O motivo, lógico, o motivo é amanhã! E o que eu tinha pra fazer amanhã...? Onde está a minha agenda pra verificar? Nossa, que cabeça a minha, eu não tenho agenda!
Minha nossa, que vida, de tudo esqueço um pouco, ou do pouco esqueço tudo! Já nem sei mais...
Maldita cabeçada, digo cabeça. Mas teve uma cabeçada também... Só que já faz um tempo, já estava afetada a minha antes disso. A minha cabeça (só pra ficar claro, desculpe, é a pressa).
E amanhã, lembrei!, amanhã eu preciso muito... muito... Viver! É claro, viver, como pude esquecer de viver?
Tempo, tempo, tempo, onde foi que eu o coloquei? Preciso procurar..
Mas mesmo não o encontrando ele é curto. Até mais, boa noite e bom dia. E boa tarde também, pois não sei quando nos veremos novamente, eu posso esquecer.


Já ia encerrando e esquecendo. Alguém avisou a minha mãe aquilo que... Ah! Esqueçam!

2 comentários:

Anaaa Car°l disse...

Muuuuuuuuuito bom!!!
Adorei!

Saudades
Eu sei semana que vem...
=P

Beijuu

Anônimo disse...

Béeéeriii Gud!!

lembranças à Vinicius...O Falso Mendigo

Congratuleitionss! ai rili aprecieite déti..iu chuldi continui ruaiting !!
ai nou iu nou Ru ai ém....
uuuuuuuhhhhhh